Fracionamento

O fracionamento na HMS Fórmulas é realizado de acordo com as Boas Práticas para Fracionamento instituídas pela RDC n°135/2005, com as alterações da RDC n°260/2005.

O que é o fracionamento de medicamentos?

É a subdivisão da embalagem de um medicamento em partes individualizadas para viabilizar a dispensação de medicamentos ao usuário na quantidade estabelecida pela prescrição médica. A embalagem que pode ser fracionada, chamada de EMBALAGEM PRIMÁRIA FRACIONÁVEL, é especialmente desenvolvida pelo fabricante e aprovada pela Anvisa para essa finalidade. Ela vem acondicionada em uma embalagem externa, chamada de embalagem original para fracionáveis, facilmente identificada pela inscrição “EMBALAGEM FRACIONÁVEL”.

Quais são os benefícios de comprar medicamentos fracionados?

• Você compra remédios apenas na quantidade que precisa.

• Você economiza no tratamento.

• Você evita os riscos de intoxicação pelo consumo das sobras de medicamentos estocados em casa.

• Você e o Brasil reduzem o desperdício. O medicamento fracionado tem a mesma qualidade e segurança daqueles que você compra hoje em dia. A diferença é que virá em uma embalagem especialmente desenvolvida para ele, com todas as informações e orientações necessárias.

Os medicamentos fracionados mantêm suas características de qualidade e de segurança?

Sim. Os medicamentos fracionáveis vêm em embalagens especialmente desenvolvidas para esse fim, que não permitem o contato do medicamento com o meio externo até a sua utilização pelo usuário final. Além disso, os dados de identificação (nome do produto, concentração do princípio ativo, nº de registro, lote, prazo de validade etc.) deverão constar na unidade individualizada do medicamento.

Quais medicamentos são fracionados?

Vários remédios já são vendidos fracionados. Você encontra antibióticos, anti-hipertensivos, diuréticos, inibidores de alfa-redutase, antilipêmicos e antiulcerosos. E, em breve, muitos outros poderão ser comprados em frações. É preciso ainda que estejam acondicionados em embalagens especialmente desenvolvidas pelo fabricante para essa finalidade, com mecanismos que permitam a subdivisão em frações individualizadas. Desse modo, visa-se garantir a manutenção das características asseguradas na sua forma original. Essas embalagens são registradas na Anvisa e são facilmente identificadas pela inscrição “EMBALAGEM FRACIONÁVEL” no rótulo da embalagem secundária.

Os medicamentos sujeitos ao controle especial chamados de “controlados”, de que trata a Portaria nº 344, de 12 de maio de 1998, e suas posteriores atualizações, não podem ser fracionados.